O dossiê reúne uma coletânea de artigos sobre a Baixada Fluminense, assinada por uma nova geração de historiadores, cuja produção acadêmica tem se destacado nas últimas décadas. Partindo de uma reportagem da revista “O Cruzeiro”, datada de 1961, repleta de clichês e estigmas sobre a Baixada – representada como a “fronteira sangrenta do Rio de Janeiro” – este dossiê propõe outras imagens sobre a região, mais densas, instigantes e críticas. Organizado por Jean Sales, Alexandre Fortes, Álvaro Nascimento e Felipe Ribeiro, a coletânea de artigos apresenta um “calhamaço” de estudos recentes sobre a Baixada Fluminense, visando desconstruir caricaturas e reforçando análises criteriosas que deem conta da complexidade da região.

Dossiê Baixada Fluminense: um Calhamaço de Pesquisa para Superar o Close-Up da Fronteira, na Revista do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro (AGCRJ)

Ilustração: Revista “O Cruzeiro”. 04/11/1961. p.22.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.