Labuta #06: O que é história social do trabalho? – Entrevista com Benito Schmidt

Benito Bisso Schmidt é licenciado (1990) e bacharel (1992) em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, mestre em História pela mesma instituição (1996) e doutor em História Social do Trabalho pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (2002), com estágio no Centre d’Histoire Sociale du XXe Siècle (Université Paris 1 – Panthéon-Sorbonne) (2001). Atualmente, é Professor do Departamento de História (desde 1994) e do Programa de Pós-Graduação (desde 2003) em História da UFRGS. Foi presidente da ANPUH (gestão 2011-2013). Publicou, entre outros livros, Flavio Koutzii: biografia de um militante revolucionário (de 1943 a 1984)., pela editora Libretos, em 2017 e Em busca da terra da promissão: a história de dois líderes socialistas, pela editora Palmarinca, em 2004.

Direção, Roteiro e Produção: Deivison Amaral, Heliene Nagasava, Paulo Fontes, Yasmin Getirana.
Ano de produção: 2019
Duração: 11’05’’

Labuta é um canal de vídeos do LEHMT sobre história, trabalho e sociedade.
A série “O que é história social do trabalho?” inaugura o Labuta. Durante o ano de 2019, publicaremos a série, que tem por objetivo apresentar o campo de estudos da história social do trabalho a partir de entrevistas com especialistas.

www.lehmt.org
Produção do LEHMT – Laboratório de Estudos da História dos Mundos do Trabalho da UFRJ

LEHMT

0 thoughts on “Labuta #06: O que é história social do trabalho? – Entrevista com Benito Schmidt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Artigo “A corporação cristã em perspectiva transnacional: interações e transferências entre as organizações católicas para trabalhadores de Camaragibe (Brasil) e Val-des-Bois (França)” – Deivison Amaral

ter nov 5 , 2019
No final do século XIX, o militante católico e engenheiro Carlos Alberto de Menezes, carioca radicado em Recife, partiu para a Europa em uma viagem que marcaria sua vida. Sua tarefa era conhecer plantas das modernas indústrias têxteis europeias e comprar maquinário para a Fábrica de Tecidos de Camaragibe, que […]
%d blogueiros gostam disto: