Vozes Comunistas #05: Demistóclides Batista (Batistinha)

1


Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido.
Em nosso quinto episódio, apresentamos trechos de uma entrevista com Demistóclides Batista, o Batistinha. Um dos principais sindicalistas do PCB, Batistinha era ferroviário, trabalhador negro, foi presidente do Sindicato dos Ferroviários da Estrada de Ferro Leopoldina e um importante líder da categoria ferroviária no pré-1964. Essa voz comunista é apresentada pela historiadora Isabella Vilarinho.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto

Referência da entrevista: Entrevista Demistóclides Batista. 14.05.1986. Entrevistadores: Marcos Chor Maio e Nara Brito. Casa de Oswaldo Cruz.

Vozes Comunistas #07: Dirce Machado Vale Mais

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho. “Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido. Em nosso sétimo episódio, apresentamos trechos de uma entrevista com Dirce Machado. No trecho que ouviremos, Dirce fala sobre a fundamental participação das mulheres nas revoltas dos trabalhadores rurais na região de Trombas e Formoso em Goiás nos anos 1950. Conta ainda sobre sua prisão durante a ditadura militar. Essa voz comunista é apresentada pela historiadora Paula Elise. Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto.
  1. Vozes Comunistas #07: Dirce Machado
  2. Vozes Comunistas #06: Eloy Martins
  3. Vale Mais #21: Trabalhadores em frigoríficos
  4. Vozes Comunistas #05: Demistóclides Batista (Batistinha)
  5. Vozes Comunistas #04: Afonso Delellis

LEHMT

One thought on “Vozes Comunistas #05: Demistóclides Batista (Batistinha)

  1. Muito interessante esse depoimento. O PCB, de fato, estava presente no âmago dos trabalhadores da cidade e do campo, formando quadros para a ação política e organizativa. Parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

LMT#109: Quilombo do Bracuí, Angra dos Reis (RJ) - Martha Abreu e Hebe Mattos

qui maio 26 , 2022
Martha AbreuProfessora titular do Instituto de História da UFF Hebe MattosProfessora titular-livre da UFJF O quilombo do Bracuí, situado em Angra do Reis (RJ) foi, e ainda é, palco de muitas lutas de trabalhadores descendentes de africanos escravizados. Na defesa de direitos, seus moradores transformaram em bandeira de luta e […]
%d blogueiros gostam disto: