Vozes Comunistas #06: Eloy Martins





Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido.  Em nosso sexto episódio, apresentamos o líder metalúrgico Eloy Martins. No trecho que ouviremos, Eloy Martins fala sobre a importância das relações pessoais, familiares e comunitárias para a vida sindical em Porto Alegre. Comenta ainda as chamadas “greves por decreto” determinadas pelo PCB na virada dos anos 1940 para 50 e de como foi possível construir uma vigorosa solidariedade entre os sindicatos de várias categorias de trabalhadores no Rio Grande do Sul. Essa voz comunista é apresentada pelo historiador Alexandre Fortes.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto

Referência da entrevista: Entrevista Eloy Martins. 17.01.1992. Entrevistador: Alexandre Fortes. Centro de Documentação e Imagem (CEDIM) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Trabalhadores atingidos: a colaboração empresarial com a ditadura | EP02 Aracruz Vale Mais

A Aracruz apoiou a Ditadura (1964-1985). Durante o regime autoritário, a empresa expandiu seus negócios com incentivos e benefícios do governo. Instalada no Espírito Santo, atingiu mortalmente terras indígenas e quilombolas. Indígenas foram deslocados forçadamente dos territórios em que a empresa atuaria. Terras quilombolas foram invadidas e seus remanescentes expulsos. Posteriormente, os que ficaram foram submetidos a condições de trabalho análogas à escravidão. Esse caso é tema do segundo episódio da série Trabalhadores atingidos: a colaboração empresarial com a ditadura, do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ, realizada em parceria com o Centro de Memória do Sul Fluminense da UFF e com a rede de pesquisadores envolvidos no projeto “Responsabilidade de empresas por violações de direitos durante a Ditadura” (projeto do CAAF/ UNIFESP com o MPF). São 4 episódios que exploram as colaborações da Petrobrás, CSN, Aracruz e Josapar, com a Ditadura. O episódio está disponível no link abaixo e nas principais plataformas de podcast. Caso queira conhecer mais sobre as empresas que foram cúmplices da Ditadura, acesso o Informe Público da pesquisa, que além dos quatro casos acima, apresenta dados sobre a colaboração de outras empresas, a saber: Cobrasma, Docas, Fiat, Folha de São Paulo, Itaipu e Paranapanema.  Informe público: https://drive.google.com/file/d/1aPxxQ82hBhCwc4B8_3PruYNFgW-4kQVb/view?usp=sharing Ficha técnica: Projeto e execução: Alejandra Estevez, Bruno Cecílio, Deivison Amaral, Larissa Farias, Thompson Climaco | Roteiro: Deivison Amaral | Revisão de Roteiro: Alejandra Esteves | Edição: Deivison Amaral e Thompson Climaco | Apresentação: Larissa Farias | Entrevista com Joana D'Arc Ferraz: Alejandra Esteves, Deivison Amaral e Larissa Farias | Entrevista com trabalhadores atingidos: Joana D’Arc Ferraz Equipe responsável pela pesquisa sobre a Aracruz: Joana D’Arc Fernandes Ferraz |Ana Cláudia Bessa |Bárbara Goulart | Caio Mattos Santos | Cintia Christiele Braga Dantas| Flávia Mendes Ferreira | Geraldiny Malaguti | João Pedro Cavalcanti | Livia dos Santos Chagas | Maíne Santos Souza da Silva | Maynõ Guarani |  Maíne Cunha da Silva | Rosane Arena Muniz
  1. Trabalhadores atingidos: a colaboração empresarial com a ditadura | EP02 Aracruz
  2. Trabalhadores atingidos: a colaboração empresarial com a ditadura | EP01 Petrobrás
  3. Vale Mais #08: 60 anos do golpe de 1964
  4. Vale a Dica #07: Entre Montes Brancos e Espelhos d’Água, de Bea Martins e Wolney Teixeira
  5. Vale a Dica #06: Museu de Artes e Ofícios

LEHMT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Chão de Escola #24: Mulheres operárias, trabalho e sindicalismo na ditadura civil-militar brasileira

sex jun 17 , 2022
Victória Ferreira Cunha Apresentação da atividade Segmento: Ensino Fundamental II (9º ano) Unidade temática: Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946. Objetivos gerais: – Contextualizar a emergência da ditadura militar no Brasil e os seus impactos nos mundos do trabalho; – Identificar o espaço ocupado pelas mulheres no […]

Você Pode Gostar