LABUTA – A Classe Trabalhadora e a CLT: 80 anos #04 – Teresa Marques

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) foi promulgada em maio de 1943, articulando um conjunto de direitos sociais com uma legislação trabalhista e sindical. Controversa, combatida, mas também festejada e desejada, a CLT, mesmo com várias alterações, vem regulando as relações de trabalho em nosso país ao longo das últimas oito décadas. Não é possível estudar a história social do trabalho no Brasil nesse período sem compreender os impactos materiais e simbólicos que a CLT teve e ainda tem entre os/as trabalhadores/as. Para refletir sobre o papel da CLT em nossa história, o portal LEHMT/UFRJ lançou a série de vídeos “A classe trabalhadora e a CLT: 80 anos”.

No quarto episódio da série, Teresa Marques (UnB) fala sobre as relações entre as lutas pelos direitos das mulheres nos anos 1930 e 40 e a CLT. Discorre também sobre como as diferentes perspectivas do feminismo sobre a questão da maternidade e inserção das mulheres no mercado de trabalho impactaram os debates sobre os direitos sociais e trabalhistas das mulheres naquele momento.

Direção e roteiro: Paulo Fontes
Produção: Ana Clara Tavares, Felipe Maia e Thompson Clímaco
Edição: Thompson Clímaco
Crédito das imagens: Retratos de Assis Horta, “Assis Horta: a democratização do retrato fotográfico”, Instituto Moreira Salles. l Bertha Lutz no plenário da Conferência de São Francisco, representando a delegação do Brasil (1944) – Acervo O Globo.
Música: The World’s Fair – Godmode (2020)
Crédito da capa: Natália Gomes

LEHMT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Livros de Classe #32: Os direitos das mulheres: feminismo e trabalho no Brasil (1917-1937), de Glaucia Fraccaro, por Iracélli Alves

qui maio 25 , 2023
Neste episódio de Livros de Classe, Iracélli Alves, pós-doutoranda na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), apresenta Os direitos das mulheres: feminismo e trabalho no Brasil (1917-1937), de Glaucia Fraccaro. O livro, originalmente uma tese de doutorado, foi publicado em 2018, é fruto da tese de doutorado da autora e ganhou […]