“O futuro promete?”: resenha de filmes sobre os mundos do trabalho

Em tempos de aumento da precarização do trabalho, alguns filmes retrataram essa dinâmica e são o objeto da resenha feita por Renata Moraes, professora do departamento de história da UERJ e pesquisadora do LEHMT, e publicada em 2020, no site da HH magazine. O ganhador do Oscar de melhor documentário, American Factory, é o ponto de partida para pensar as mudanças nas relações de trabalho atuais. A resenha também aborda o recém lançado filme do premiado cineasta britânico Ken Loach, Você não estava aqui, uma ficção baseada em fatos reais e no mundo dos entregadores de mercadorias. O trabalho no Brasil é tratado no documentário de Marcelo Gomes, Estou me guardando para quando o carnaval chegar, que aborda o cotidiano de uma cidade no interior de Pernambuco, grande produtora de jeans. A resenha “‘O futuro promete’: a precarização do trabalho nas telas do cinema” é uma reflexão sobre o porvir que tende a ser ainda pior para os trabalhadores, principalmente diante de um discurso de empreendedorismo e redução de direitos no trabalho.

Link para a resenha https://hhmagazine.com.br/o-futuro-promete-a-precarizacao-do-trabalho-nas-telas-do-cinema/ 

Crédito da imagem de capa: American Factory. Netflix.

LEHMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Lugares de Memória dos Trabalhadores #27: Fábrica Nacional de Motores (FNM), Xerém, Duque de Caxias (RJ) – José Ricardo Ramalho

qui abr 2 , 2020
José Ricardo Ramalho Professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ Fundada em 1942, no contexto da Segunda Guerra Mundial, e localizada em Xerém, distrito do município de Duque de Caxias, no Estado do Rio de Janeiro, a Fábrica Nacional de Motores (FNM) foi construída pelo Estado, […]
%d blogueiros gostam disto: