Entrevista ao Boletim Eletrônico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) para a reportagem intitulada “Pesquisadores formam rede para estudar a história do trabalho têxtil no País” – Felipe Ribeiro

A reportagem aborda sobre os resultados do Projeto de Pós-Doutorado ‘Deu pano pra manga’: experiências de trabalhadores em fábricas de tecidos, da Segunda Guerra Mundial ao processo de desindustrialização, desenvolvido por Felipe Ribeiro na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Ao realizar um mapeamento de estudos sobre fábricas de tecidos e seus trabalhadores no Brasil, o projeto contribuiu para a formação de uma rede de pesquisadoras e pesquisadores sobre o trabalho têxtil, permitindo um panorama histórico bastante instigante e abrangente sobre este setor industrial no país.

Link para a reportagem:http://www.faperj.br/?id=3668.2.0&fbclid=IwAR0hvsKloOYG_N8-W_hYo0XbGnUNxP1GyiZws-V6zjJpbdHBuWvilzaBQaU

Ilustração: Setor de Fiação da Fábrica Andorinhas durante a década de 1930 (Acervo: Felipe Ribeiro).

LEHMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Artigo “Luta pela Terra ao Longo do Caminho: a Construção da Estrada Santo Aleixo – Piabetá e as Mobilizações dos Trabalhadores Rurais no Município de Magé” - Felipe Ribeiro

seg dez 31 , 2018
O artigo trata da construção de um caminho rodoviário e as inúmeras tensões que surgiram entre proprietários de terras, grileiros e trabalhadores rurais em decorrência dessa estrada. Localizada ao fundo da Baía de Guanabara, na Baixada Fluminense, a Estrada Santo Aleixo – Piabetá cortava antigas e importantes fazendas do século […]
%d blogueiros gostam disto: