Livros de Classe #10: Dialética da Colonização, de Alfredo Bosi, por João Christovão

Neste vídeo da série Livros de Classe, João Christovão, professor da Rede Municipal de Cabo Frio, apresenta a obra Dialética da Colonização, de Alfredo Bosi. Publicado em 1992, o livro é uma coletânea de textos do autor, nos quais analisa-se a formação política, social e cultural do Brasil e traz importantes contribuições à história social do trabalho.

Livros de Classe

Os estudantes de graduação são desafiados constantemente a elaborar uma percepção analítica sobre os diversos campos da história. Nossa série Livros de Classe procura refletir justamente sobre esse processo de formação, trazendo obras que são emblemáticas para professores/as, pesquisadores/as e atores sociais ligados à história do trabalho. Em cada episódio, um/a especialista apresenta um livro de impacto em sua trajetória, assim como a importância da obra para a história social do trabalho. Em um formato dinâmico, com vídeos de curtíssima duração, procuramos conectar estudantes a pessoas que hoje são referências nos mais diversos temas, períodos e locais nos mundos do trabalho, construindo, junto com os convidados, um mosaico de clássicos do campo.

A seção Livros de Classe é coordenada por Ana Clara Tavares, Julia Chequer e Mariana Alves.

LEHMT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Vale Mais #17 - "Novo trabalhismo"

qua dez 1 , 2021
Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho. O episódio #17 do Vale Mais é sobre "Novo trabalhismo". Neste nono episódio da segunda temporada do Vale Mais, conversamos com Heliene Nagasava. Heliene é servidora do Arquivo Nacional, pesquisadora do LEHMT/UFRJ e doutora em História, Política e Bens Culturais (2021), pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sob a orientação de Paulo Fontes. Ela defendeu recentemente a tese “O Ministério do Trabalho e as políticas públicas na ditadura militar: sindicatos, assistencialismo e repressão (1964-1974)” e, seguindo a série de conversas do Vale Mais com jovens doutores/as no campo da História Social do Trabalho, abordou sobre as implicações do Golpe de 1964 no Ministério do Trabalho, bem com as políticas públicas desenvolvidas pela pasta durante os primeiros dez anos da ditadura militar. Heliene Nagasava discute sobre a noção de “novo trabalhismo”, originalmente concebida pelo então Ministro do Planejamento Roberto Campos, revelando tensões interministeriais no governo, combinadas à repressão aos trabalhadores, aos processos de intervenção sindical e ao reforço de projetos assistencialistas, que buscavam esvaziar debates políticos nos sindicatos. Produção: Felipe Ribeiro, Flávia Veras, João Christovão e Larissa Farias Roteiro: Felipe Ribeiro, Flávia Veras, João Christovão e Larissa Farias  Apresentação: Larissa Farias 
%d blogueiros gostam disto: