Travestis e transexuais: A busca pela cidadania antes do fim do arco-íris – Flavia Veras

Flavia Veras, pesquisadora do LEHMT,  publicou recentemente o artigo  Travestis e transexuais: A busca pela cidadania antes do fim do arco-íris no livro História Oral  e Direito à Cidade: Paisagens urbanas, narrativas e memória social organizado pela professora da UFRJ, Andrea Casa Nova Maia.  

O artigo articula a transfobia e a reprodução de desigualdades, que limitam o exercício da cidadania e o acesso aos equipamentos urbanos, ao mercado de trabalho e a dignidade para pessoas trans e travestis. Apesar dos recentes avanços legais no sentido de criar leis e condenar práticas que discriminem a população LGBT+, esse grupo social ainda sofre pesadas interdições que limitam mais que a participação política, também a vida social em sua plenitude. Travestis e transexuais, sobretudo dos setores mais subalternos da população, constituem a parcela mais vulnerável da população LGBT+ no Brasil. Os dados apresentados pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) e pelo Instituto Brasileiro Trans de Educação (IBTE), analisados no artigo, apontam os números impressionantes de assassinatos, inclusive com crueldade e tortura, de pessoas trans e travestis. A violência física e psicológica acompanha trajetórias de vidas marcadas pela exclusão em espaços estratégicos para sociabilidade humana: na família, na escola e por fim também no mercado de trabalho. Tal condição acarreta problemas econômicos e sociais que arrastam o grupo para atividades não formalizadas, aumentando sua vulnerabilidade e invisibilidade. Em um contexto que a categoria analítica de gênero vem sendo discutida no interior da academia e movimentos sociais reivindicam a incorporação efetiva das pautas LGBT+ nos amplos setores sociais e do Estado, temos também um movimento conservador crescente e muito resistente a essas demandas. Esse artigo discute tais questões inspirado pelo olhar e experiência da professora doutora e ativista Dani Balbi, “mulher trans, negra e da periferia”, que concorreu ao cargo de deputada estadual pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2018 pelo PCdoB.

Link para pré-venda do livro: https://www.letraevoz.com.br/historia-oral/colecao-historia-oral-e-dimensoes-do-publico/historia-oral-e-direito-a-cidade-andrea-casa-nova-maia-pre-venda/

LEHMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Lugares de Memória dos Trabalhadores #08: Palácio do Trabalhador, Maceió (AL) – Anderson Vieira Moura

qui out 3 , 2019
Anderson Vieira Moura Professor do Centro Educacional SESC-AM Um dos principais logradouros do centro de Maceió, a Avenida Moreira Lima é ponto de referência na cidade. Boa parte dos moradores sabe indicar sua localização precisa, no território das ruas mais movimentadas da região, que cortam a avenida ou estão nos […]
%d blogueiros gostam disto: