Palestra: Um novo conceito de trabalho e de resistência dos trabalhadores para o século XXI

O Laboratório de Estudos dos Mundos do Trabalho e Movimentos Sociais (LEMT) do CPDOC/FGV convida a todos para a palestra de Maurizio Atzeni (Universidade de Loughborough, Reino Unido e CEIL/Conicet, Argentina) Um novo conceito de trabalho e de resistência dos trabalhadores para o século XXI, com comentários de Adalberto Cardoso (IESP/UERJ). O evento ocorrerá no dia 3 de setembro (quarta-feira), às 14h30 no auditório 1027, 10º andar.

Maurizio Atzeni discutirá vários dos temas presentes em seu mais recente livro Workers and Labour in a Globalised Capitalism: thoretical issues, contemporary themes, publicado neste ano pela editora inglesa Palgrave. Os impactos da chamada globalização têm tornado o mundo do trabalho cada vez mais segmentado e precário, tornando tênues os limites tradicionais entre formal e informal, entre trabalho assalariado e trabalho não remunerado. Esta realidade tem imposto uma profunda renovação do campo de estudos sobre o trabalho. Por um lado, parece haver uma necessidade de ir além uma conceituação do trabalho ainda em grande parte dominada pelo quadro regulamentar do pós-guerra dos países industrializados. Por outro lado, as mudanças na configuração da mão-de-obra, colocando em dúvida o papel dos sindicatos, abrem a novas perguntas sobre o alcance e a forma de organização dos trabalhadores e de sua ação coletiva.

Este evento é fruto da colaboração entre o LEMT/CPDOC-FGV, o Núcleo de Pesquisa Desenvolvimento, Trabalho e Ambiente – IFCS-UFRJ, o Projeto Movimentos Sociais e Esfera Pública do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ, o Núcleo de Pesquisas e Estudos do Trabalho (NUPET-IESP-UERJ) e o Grupo de Pesquisa sobre História Global do Trabalho do IM-UFRRJ.

Maurizio Atzeni é Doutor em Relações de Trabalho pela University of Warwick e pesquisador das Universidades de Loughborough, Reino Unido e do CEIL/Conicet, Argentina, onde tem pesquisado os conflitos nos locais de trabalho, sindicalismo e autogestão na Argentina, bem como discutido o conceito de trabalho numa perspectiva teórica. Atualmente, com o apoio de uma bolsa de estudos Marie Curie da União Europeia, desenvolve um projeto de pesquisa sobre a organização e mobilização dos trabalhadores precarizados na cidade de Buenos Aires.

Dia: 03 de setembro de 2014, quarta-feira, às 14h30
Local: Fundação Getulio Vargas, auditório 1027, 10° andar
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro

LEHMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Palestra: Trabalhadores Suburbanos diante da Polícia: Reflexões a partir do Uso do Georreferenciamento Histórico (Rio de Janeiro, 1890-1910)

qua out 22 , 2014
O Laboratório de Estudos dos Mundos do Trabalho e Movimentos Sociais (LEMT) do CPDOC/FGV convida a todos para a palestra de Cristiane Miyasaka (Unicamp), Trabalhadores Suburbanos diante da Polícia: Reflexões a partir do Uso do Georreferenciamento Histórico (Rio de Janeiro, 1890-1910), com comentários de Andrea Casa Nova (Instituto de História/UFRJ). […]
%d blogueiros gostam disto: