Vale Mais #12 – Trabalhadores e Favela





Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

O episódio #12 do Vale Mais é sobre Trabalhadores e Favela. 

Este é o quarto episódio da segunda temporada de Vale Mais, o podcast do site do LEHMT-UFRJ. Nesta temporada, conversamos com recém doutores/as no campo da História Social do Trabalho sobre seus temas de pesquisa e processos de elaboração de suas teses. Neste episódio, entrevistamos Mariana Barbosa Carvalho da Costa, doutora em História Social da Cultura pela PUC-Rio e pesquisadora do LEHMT-UFRJ. Em outubro de 2019, Mariana defendeu a tese “A Rocinha em construção: a história social de uma favela na primeira metade do século XX”, sob orientação de Leonardo Pereira. A pesquisa analisou o processo histórico de formação da Rocinha, uma das favelas de maior visibilidade do Rio de Janeiro, abordando as experiências dos moradores daquela região com base nas discussões em torno do diálogo entre a história urbana e a história social do trabalho. Mariana enfatiza como esses moradores são sujeitos ativos do processo de formação da Rocinha, que se inicia nos primeiros anos do século XX e se encerra no final da década de 1950, quando é consolidada a concepção de favela carioca para a localidade em questão.

Dica da entrevistada: Museu Sankofa Rocinha – Memória e História

Produção: Heliene Nagasava e Larissa Farias 
Roteiro: Heliene Nagasava e Larissa Farias 
Apresentação: Larissa Farias 

Vozes Comunistas #13: Inês Augusto Vale Mais

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho. “Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido.  Em nosso décimo terceiro episódio, apresentamos trechos de uma entrevista com a operária têxtil Inês Augusto. Inês iniciou sua militância cedo na União da Juventude Comunista e foi um quadro importante do PCB no movimento sindical e na Federação de Mulheres do Estado de São Paulo (FMESP). No trecho que ouviremos, ela fala sobre a Greve de 1953, a carestia do custo de vida e sua participação na Campanha pela Paz. Essa voz comunista é apresentada pela historiadora Ana Clara Tavares. Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto
  1. Vozes Comunistas #13: Inês Augusto
  2. Vozes Comunistas #12: Raphael Martinelli
  3. Vale Mais #24: Precarização do trabalho e superexploração
  4. Vozes Comunistas #11: Jair Pinto de Brito
  5. Vozes Comunistas #10: Tenorinho

LEHMT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

LMT#85: Imperial Companhia Seropédica Fluminense, Seropédica (RJ) - Vinícius Andrade Brito

qui jul 8 , 2021
Vinícius Andrade BritoMestrando em História Social pela UNIRIO “A amoreira vegeta neste município maravilhosamente e torna aproveitável o terreno que a deu e que não dá vantajosamente o café”. Assim os vereadores da câmara de Itaguaí descreviam as etapas da produção da seda desenvolvida na região, em ofício ao presidente […]
%d blogueiros gostam disto: