Victória Ferreira Cunha Apresentação da atividade Segmento: Ensino Fundamental II (9º ano) Unidade temática: Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946. Objetivos gerais: – Contextualizar a emergência da ditadura militar no Brasil e os seus impactos nos mundos do trabalho; – Identificar o espaço ocupado pelas mulheres no […]

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido.  Em nosso sexto episódio, apresentamos o líder metalúrgico Eloy Martins. No trecho que ouviremos, Eloy Martins fala sobre a importância das relações pessoais, familiares e comunitárias para a vida sindical em Porto Alegre. Comenta ainda as chamadas “greves por decreto” determinadas pelo PCB na virada dos anos 1940 para 50 e de como foi possível construir uma vigorosa solidariedade entre os sindicatos de várias categorias de trabalhadores no Rio Grande do Sul. Essa voz comunista é apresentada pelo historiador Alexandre Fortes.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto

Neste episódio conversamos com a historiadora Francielle Aparecida Uchak que recentemente defendeu sua dissertação de mestrado intitulada “Trabalhadores e Trabalhadoras do Frigorífero Matarazzo em Jaguariaíva (PR): cotidiano, experiência e resistência (1920-1940) pela Universidade Federal Fluminense (UFF) sob a orientação da professora Laura Antunes Maciel.

Fracielle defendeu em 2020 a dissertação na qual busca analisar as experiências de trabalho e atuação dos trabalhadores e trabalhadoras que exerceram suas funções entre as décadas de 1920-1940 no Frigorífico de suínos da Indústrias Reunidas Fábricas Matarazzo, na cidade de Jaguariaíva no Paraná.
A partir de diferentes tipologias de fontes, incluindo inquéritos policiais de acidentes de trabalho e processos trabalhistas, sua análise se concentra nas relações de trabalho, na vida cotidiana de homens, mulheres e crianças, bem como suas lutas e resistências dentro e fora dos espaços fabris. Nesse itinerário, a relação dos trabalhadores e trabalhadoras com as leis e a Justiça do Trabalho ganha especial destaque em sua análise.

Ao tratar de sua prática como historiadora, a entrevistada nos conta que seu interesse na História social do trabalho se deu, principalmente, a partir de seus contatos com a obra “Costumes em Comum” de E. P. Thompson, assim como de outros autores que foram direcionando seu olhar para outros objetos e problemas de pesquisa

Na parte final da entrevista, Fracielle chama a atenção para a presença dos trabalhadores negros nas indústrias do Paraná na primeira metade do século XX, revelando assim especificidades dos mundos do trabalho e dos trabalhadores em uma cidade em que esses sujeitos têm sido, pela própria historiografia regional, silenciados. 

1

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido.
Em nosso quinto episódio, apresentamos trechos de uma entrevista com Demistóclides Batista, o Batistinha. Um dos principais sindicalistas do PCB, Batistinha era ferroviário, trabalhador negro, foi presidente do Sindicato dos Ferroviários da Estrada de Ferro Leopoldina e um importante líder da categoria ferroviária no pré-1964. Essa voz comunista é apresentada pela historiadora Isabella Vilarinho.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido. Em nosso quarto episódio, apresentamos trechos de uma entrevista com Afonso Delellis, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo cassado pelo golpe militar em 1964. A entrevista foi realizada em 1979 e sua íntegra encontra-se no Centro de Memória Sindical. Essa voz comunista é apresentada pela jornalista Carolina Ruy.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto.

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

O episódio #20 do Vale Mais é sobre Maxixe e os Mundos do Trabalho.

Neste episódio conversamos com a historiadora Juliana da Conceição Pereira que defendeu recentemente a sua tese de doutoramento intitulada “Da Cidade Nova aos palcos: uma história social do maxixe (1870 – 1930)” pela Universidade Federal Fluminense (UFF), vencedora do Prêmio Afonso Carlos Marques dos Santos do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, sob a orientação da professora Martha Abreu (UFF) e coorientação do professor Matthias Rohrig Assunção (Universidade de Essex, Inglaterra).

Interessada em clubes recreativos e dançantes organizados pelos trabalhadores desde a graduação (PUC-Rio) e o mestrado (UFF), Juliana defendeu em 2021 a tese na qual analisa o processo histórico em que gêneros populares, surgidos da cultura negra, foram alçados a símbolos da cultura nacional. Sua pesquisa se concentrou nos movimentos de transformação do maxixe para além de um ritmo musical, sendo analisado como um campo de disputas e negociações diversas no Rio de Janeiro entre 1870 e 1930.

Ao tratar de sua prática como historiadora, a entrevistada nos conta que seu interesse na temática do associativismo recreativo nasceu com seu ingresso como bolsista de iniciação científica durante a graduação na PUC-Rio, mas seu olhar a direcionou a focalizar questões de gênero dentro do tema e foi a partir dessa perspectiva que ela iniciou suas pesquisas. Além disso, na parte final da entrevista, Juliana chama atenção para a importância de se pensar os mundos do trabalho de forma racializada destacando o quanto uma abordagem interseccional possibilita refletir sobre como as várias opressões impactaram as pessoas e como elas agiram frente a isso reivindicando o direito ao trabalho, ao lazer e à cidade.    

Produção: Isabelle Pires, Heliene Nagasava e Larissa Farias
Roteiro: Isabelle Pires, Heliene Nagasava e Larissa Farias 
Apresentação: Larissa Farias 

1

Vale Mais é o podcast do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ, que tem como objetivo discutir história, trabalho e sociedade, refletindo sobre temas contemporâneos a partir da história social do trabalho.

“Vozes comunistas” é uma série especial do Vale Mais, podcast do LEHMT/UFRJ. Nessa série homenageamos o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e divulgamos áudios que permitem uma reflexão sobre as fortes e complexas relações entre o partido e os mundos do trabalho ao longo da história do país. A cada quinze dias, um trecho de uma entrevista de antigos sindicalistas, lideranças operárias e camponesas ou mesmo trabalhadores/as de base conta um pouco da história do PCB e sua importância para a história do trabalho no Brasil. Pesquisamos áudios em acervos públicos e particulares de todo o país, que serão apresentados por pesquisadores e historiadores especialistas na trajetória do partido. Em nosso terceiro episódio, apresentamos trechos de uma entrevista de Josefa Pureza (originalmente concedida ao documentário “Josefa: uma mulher na luta camponesa”, dirigido por Luiz Claudio Lima e Roberto Maxwell). Pureza foi importante líder dos trabalhadores rurais da Baixada Fluminense nos anos 1960, quando participou da organização de diversos movimentos de mulheres. Essa voz comunista é apresentada pela historiadora Marlucia Souza.

Projeto e execução: Ana Clara Tavares, Felipe Ribeiro, Larissa Farias e Paulo Fontes
Apoio: Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Agradecemos às instituições e pesquisadores que gentilmente colaboraram com nosso projeto.

Paulo Fontes, professor do Instituto de História e coordenador do Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho da UFRJ (LEHMT/UFRJ) concedeu entrevista a Valdei Lopes de Araújo, professor do Departamento de História da Universidade Federal de Ouro Preto e presidente da Associação Nacional de História (ANPUH) no canal […]

Paulo Henrique Silveira Damião Apresentação da atividade Segmento: Ensino Médio (3º ano) Unidade temática: Ditadura Militar e os mundos do trabalho Objetivos gerais: – Refletir sobre as formas de lutas e resistências dos trabalhadores durante a ditadura militar;– Relacionar o processo de autoritarismo com os impactos na vida dos trabalhadores; […]

Convidamos a todos a participar e submeter propostas de comunicação no Simpósio Temático 12 – História Oral e Mundos do Trabalho, coordenado pelos prof. Samuel Oliveira (LEHMT-UFRJ), Lara de Castro (UNIFAP) e Alejandra Estevez (UFF), no XVI Encontro Nacional de História Oral – Pandemia e Futuros Possíveis. As inscrições de […]